Neste blog muita informação sobre a história da Bossa Nova.
Acesso direto às publicaçòes no Rádio Forma & Elenco sobre:

Wilson Simonal, - Maysa, - António Carlos Jobim, - Tuca

Zecalouro, - Elis Regina , - Dick Farney , - Zito Righi

domingo, 25 de janeiro de 2009

Antonio Carlos Jobim - Dia de Nascimento e 1° Dia Nacional da Bossa Nova

.
.


.
Dia 25 de janeiro 2009,
Primeiro Dia Nacional da Bossa Nova no Brasil e
Dia de nascimento do Antonio Carlos Jobim.

.
Para encerrar esta semana de Antonio Carlos Jobim no Rádio Forma & Elenco vamos mostrar o Disco de Bolso n° 1, (foram editado somente 2 Discos de Bolso).
.












O tom de Antonio Carlos Jobim e o tal de João Bosco.
Esta é a primeira gravação de Águas de Março, com Tom Jobim cantando, feita para a coleção Disco de Bolso, um encarte do semanário carioca O Pasquim. O compacto tem do outro lado Agnus Sei, de João Bosco, que fazia sua estréia em disco.Tom não toca nenhum instrumento, e sua voz deixa transparecer a dificuldade de cantar a letra em um andamento um pouco mais rápido que o das outras gravações que fez mais tarde. Pequenos problemas com a emissão de voz e afinação pouco incomodam os fãs de Tom, e acabam conferindo um charme especial a este momento de grande importância histórica.

.


.


.


A música “Águas de Março”
do “Disco de Bolso n° 1” (1972)
está no Rádio F&E do Martoni (N° 2)
.

.Águas de Março - Antonio Carlos Jobim

É pau, é pedra
É o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinho
É um caco de vidro
É a vida, é o sol
É a noite, é a morte
É o laço, é o anzol
É peroba do campo
Nó da madeira
Caingá, candeia
É o matita-perê
É madeira de vento
Tombo da ribanceira
É o mistério profundo
É o queira não queira
É o vento ventando
É o fim da ladeira
É a viga, é o vão
Festa da cumeeira
É a chuva chovendo
É conversa, é ribeira das águas de março
É o fim da canseira,
É o pé, é o chão
É a mancha estradeira
Passarinho na mão
Pedra de atiradeira
Uma ave no céu
Uma ave no chão
É um regato, é uma fonte
É um pedaço de pão
É o fundo do poço
É o fim do caminho
No rosto, o desgosto
É um pouco sozinho
É o estrepe, é emprego
É uma ponta é um ponto
É um pingo pingando
É uma conta, é um conto
É um peixe, é um gesto
É uma prata brilhando
É a luz da manhã
É o tijolo chegando
É alinha, é o dia, é o fim da picada
É a garrafa de cana
Estilhaços na estrada
É o projeto da casa
É o corpo na cama
É o carro enguiçado
É a lama, é a lama
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã
É um resto de mato na luz da manhã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida do teu coração
É pau, é pedra
É o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinha
É uma cobra, é um pau
É João, é José
É o espinho na mão, é um corte no pé
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco, é um pouco sozinho
É um passo, é uma ponte
É um sapo, é uma rã
É um belo horizonte, é uma febre terçã
São as águas de março
Fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração
É pau, é pedra, é o fim do caminho
É um resto de toco
É um pouco sozinho
.
.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Antonio Carlos Jobim - Carta ao Tom


Carta ao Tom 74: Vinicius de Moraes, Toquinho e Quarteto em Cy
.
Em "Carta ao Tom 74", música composta com Toquinho, Vinicius de Moraes se expressa com uma certa melancolia ao relembrar um momento marcante de sua vida, os ensaios de gravação do LP Canção do Amor Demais: "Rua Nascimento Silva 107, voce ensinando pra Elizete as canções de Canção do Amor Demais/Lembra que tempo feliz ai, que saudade/Ipanema era só felicidade/era como se o amor morresse em paz"..
A música “Carta ao Tom 74”
do album “Toquinho & Vinicius” (1974)
não está no Rádio FE&E do Martoni
.
Assistam tambem o video Carta ao Tom (com a participação do Tom) no Martoni Videos
.
.Carta ao Tom 74

Rua Nascimento Silva cento e sete
Você ensinando pra Elizeth
As canções
De canção do amor demais
Lembra que tempo feliz
Ah! Que saudade
Ipanema era só felicidade
Era como se o amor
Doesse em paz
Nossa famosa garota nem sabia
A que ponto a cidade turvaria
Esse Rio de amor que se perdeu
Mesmo a tristeza da gente era mais bela
E além disso se via da janela
Um cantinho do céu e Redentor
É meu amigo, só resta uma certeza
É preciso acabar com essa tristeza
É preciso inventar de novo o amor
.
Rua Nascimento Silva cento e sete
Você ensinando pra Elizeth
As canções
De canção do amor demais
Lembra que tempo feliz
Ah! Que saudade
Ipanema era só felicidade
Era como se o amor
Doesse em paz
Nossa famosa garota nem sabia
A que ponto a cidade turvaria
Esse Rio de amor que se perdeu
Mesmo a tristeza da gente era mais bela
E além disso se via da janela
Um cantinho do céu e Redentor
É meu amigo, só resta uma certeza
É preciso acabar com essa tristeza
É preciso inventar de novo o amor
.
.

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Antonio Carlos Jobim - Por Tôda Minha Vida por Lenita Bruno

.
.
Do album Eu Não Existo Sem Você (1959)
.

 
.
Do album Por Tôda Minha Vida todas as músicas são do Tom Jobim com letra de Vinicius de Moraes.
A partitura da "Eu não existo sem você", em manuscrito de Tom Jobim, foi encontrada pelo Clube do Tom entre os arranjos do maestro Leo Peracchi para o LP "Por toda minha vida", com a cantora Lenita Bruno.
.

.
Manuscrito de Tom Jobim. Guia de orquestração para o maestro Leo Peracchi elaborar o arranjo de orquestra para o LP "Por toda minha vida", com a cantora Lenita Bruno, 1959.No compasso 19 (o último da quarta pauta) Tom se esqueceu de escrever a cifra do acorde, um Ré maior: D7+ (ou Dmaj7).Esta partitura inclui o lindíssimo interlúdio em Lá menor, só com a orquestra, que começa na sexta pauta. Depois, volta o canto.
.
Informações incontrados no site “Clube do Tom”, quer saber mais, clique aqui.

A Musica Eu Não Existo Sem Você
do album Por Tôda Minha Vida (1959)
está no
Rádio F&E do Martoni >>>



Eu Não Existo Sem Você

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Qua nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos me encaminham pra você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você
.

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você
.
.

Kuarup Discos encerra suas atividades


Ontem recebi de Kuarup Discos uma mensagem com o seguinte texto:


Depois de 31 anos dedicados à melhor música brasileira, a gravadora independente carioca Kuarup Discos decidiu encerrar suas atividades nesta virada de ano. Ao longo dos últimos anos, as vendas de produtos físicos sofreram queda vertiginosa, nem de longe compensada pelas vendas por download. Entendemos que a crise do CD é irreversível e tornou inviávelnosso modelo de negócio, inteiramente calcado na produção e comercialização de música de qualidade.


Agradecemos aos nossos amigos, funcionários, representantes, clientes efornecedores, e sobretudo aos nossos artistas, que continuarão a carregar a bandeira desta música brasileira que ajudamos a divulgar durante todos estes anos.


Kuarup Produções Ltda/ Kuarup Discos


Gostaría de receber comentários a respeito deste encerramento.


Um abraço, Martoni

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Antonio Carlos Jobim - O Disco Secreto

.
Ontem falamos do Lost Tape.
Hoje vamos mostrar o disco secreto de Tom Jobim.
.
Hoje temos um misterioso LP que Tom dizia ter gravado como violonista em Los Angeles em meados dos anos 60, como acompanhante do pianista de jazz Jack Wilson, no qual, em vez de ser apresentado como a estrela do disco, ele aparecia nos créditos com o pseudônimo de Tony Brazil. O próprio Tom gostava de contar a história, sem fornecer maiores detalhes sobre o disco, mas dava a entender que essa tinha sido uma das agruras de seus primeiros tempos nos EUA.
Seja como for, seu LP com Jack Wilson continuava fora das discografias porque ninguém parecia saber o título, o nome da gravadora ou quem mais tocava nele. Mas, no inicio do ano 2000, um implacável pesquisador paulistano da bossa nova, Sérgio Ximenes, matou a charada.
Com a ajuda da americana Barbara Major , cujo site http://members.xoom.com/bjbear71/wanderley/main.html é dedicado - como o nome indica - ao organista e arranjador brasileiro Walter Wanderley (1932-1986).
Barbara pôs Ximenes em contato com um pesquisador de Mancini, Mike Newcomb, que trabalha para a Nasa no projeto Challenger.
E Newcomb, claro, tinha o disco: Brazilian Mancini, gravado em 1965 pelo obscuro selo Vault, de Los Angeles. Era Mancini em bossa nova e os músicos incluíam Jack Wilson ao piano, Roy Ayers ao vibrafone, os brasileiros Sebastião (Tião) Neto ao contrabaixo e Chico Batera à bateria - e, como "artista convidado especial", segundo a capa, um desconhecido Tony Brazil ao violão. A surpresa maior foi a de Newcomb, ao saber que Tony Brazil era simplesmente Antônio Carlos Jobim. E, então, explicou-se por que esse LP ficava oculto por elipse nas discografias de Jobim: porque, assim como os aviões que voam baixo não são acusados pelo radar, um disco inteiro só com canções de Mancini não teria como ser percebido pelos pesquisadores de Tom, mais habituados a trabalhar com discos contendo as canções de sua autoria.

Ficha Técnica
Gravadora: Vault, 1965

Músicos participantes:

Roy Ayers - vibrafone
Chico Batera - bateria
Sebastião Neto - contrabaixo
Tony Brazil - violão

Faixas:

Blue Satin
Days of Wine and Roses
Sally's Tomato
Softly
Lujon
Mr. Lucky
Breakfast at Tiffany's
Dear Heart
Todas as músicas compostas por Henry Mancini


.
Informações extraidos de um artigo de Ruy Castro para O Estado de S. Paulo

Leia a história completa

.
Mais sobre o periodo do Tom Jobim nos EUA no RF&E aqui.
.
.

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Antonio Carlos Jobim - The Lost Tape

.
.
 
.
.
Hoje, para iniciar a semana de Antonio Carlos Jobim no Rádio Forma & Elenco, temos um album especial de Tom Jobim. É o tape Sinatra Jobim gravado em 1969. Como Frank Sinatra nào gostou do resultado, o tape foi tirado do mercado. Menos de 5 exemplares sobraram. Virou uma curiosidade. No ano 2006 um tape foi vendido pela bagatela de $ 4.500 US.
.

.
O tape Sinatra Jobim está no The 8-Track Hall of Fame
.
Uma das musicas deste album é Bonita, que Jobim fez em homenagem a uma jovem atriz que ele conheceu na casa do presidente da gravadora Atlantic, Nesuchi Etergan, a jovem atriz era Candice Bergen.
Alguns anos mais tarde, Vinícius de Moraes faria uma letra em português para a canção, mas ela ficaria inédita até o ano de 2005, quando foi apresentada ao público pela primeira vez no CD "Falando de Amor", que reunia as famílias Caymmi e Jobim. Quem a gravou foi Daniel Jobim, neto de Tom, ao piano. Na letra de Vinícius, o poeta lhe chamou de "Bonita demais".
.
O periodo do Tom nos estados unidos foi o assunto no RF&E de 16 de fevereiro 2008:
Eu tinha decidido que não ia postar músicas com letras em inglês, mas este período de Antonio Carlos Jobim nos EUA foi tão importante para ele e para a Bossa Nova que vou abrir mão desta decisão.

.Bonita
do tape Sinatra Jobim (1969)
está no Rádio Martoni ‘08
.
Bonita

What can I say to you, Bonita, what magic word would capture you
Like a soft salacious mist you are, Bonita, you fly away when love is new
What do you ask of me, Bonita, what part do you want me to play,
Shall I be the clown for you, Bonita, I will be anything you say.
Bonita, don't run away, Bonita.
Bonita, don't be afraid to fall in love with me,
I love you, I tell you, I love you, I love you, Bonita.
If you love me, life would be beautiful, Bonita.

I love you, I tell you, I love you, I love you.
If you love me, life would be beautiful, Bonita.
.
.

domingo, 18 de janeiro de 2009

Videos com Maysa no meu Yubby

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Maysa no Fantástico (2)

.

Assistam ao encontro emocionante entre Maysa e Gal Costa no Fantástico.


Resposta é cantado por Gal e Maysa canta Coração Vagabundo.
Os Lyrics de Resposta encontra aqui.
.


.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Prêmio Dardos - Meus indicados


Inicialmente pensei que este prêmio era indicado somente para blogeiros Brasileiros, pesquisando pela net descobri que é indicado e respeitado mundialmente.

O premiado deve seguir as seguintes instruções:
* Deve exibir a imagem do selo em seu blog;
* Linkar o blog pelo qual você recebeu a indicação;
* Escolher outros 15 blogs a quem entregar o PRÊMIO DARDOS;
* Avisar os escolhidos.


Então, ofereço o prêmio para os 15 excelentes blogs relacionados em ordem alfabética abaixo:

50 Anos de Bossa - www.historiasbossanova.blogspot.com/
Abracadabra-LP's do Brasil -
www.abracadabra-br.blogspot.com/
Acervo Origens -
www.acervoorigens.blogspot.com/
Bossa Brasileira -
www.bossa-brasileira.blogspot.com/
Cantos e Encantos -
www.cantoencanto.blogspot.com/
Choro Music -
www.choro-music.blogspot.com/
Clara Nunes - A Voz de Ouro -
www.claranunesvozdeouro.blogspot.com/
Edison Machado -
www.edisonmachado.blogspot.com/
Festivais da Canção -
www.festivaisdacancao.blogspot.com/
Loronix -
www.loronix.blogspot.com/
Musica da Minha Gente -
www.musicadaminhagente.blogspot.com/
Outras Bossas -
www.outrasbossas.blogspot.com/
Rio em Disco -
www.rioemdisco.blogspot.com/
Toque Músical -
www.toque-musical.blogspot.com/
Trem de Minas -
www.trem-de-minas.blogspot.com/
.
A escolha é dificil, conheco muitos blogs exelentes. Alguns blogs foram indicados por outros blogs tambem, mas isso faz parte do jogo. Para todos amigos meus parabens.
Martoni.
.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Dicionário Paraense

















Acompanhando as conversas na caixa de Recadinhos no exelente blog Biotransitando da Dani Benaion, blog que tambem ganhou o Prêmio Dardos, meus prabens Dani, li sobre as expressões Paraenses.
.
Como me sinto paraense tambem tenho como livro de cabeceiro o Dicionário Papachibé de Raymundo Mário Sobral.
Este livro explica sobre expressões Paraenses.
.
Fiasqueira - Refere-se a algo que não deu certo, malogrou, fracassou.

Exemplo: Aquela tia muito experiente aconselha a noivinha:

- Pois é, Alicinha, se você quiser ter uma noite de núpcias maravilhosa, faça o Bira comer uma dúzia de ostras no jantar: É pá casca!
Depois que retorna da lua-de-mel a sobrinha reclama muito chateada:
- Poxa, tia, não funcionou, foi o maior FIASQUEIRA.
- Como não? Esse truque é infalível.
- Pois é tia. Das doze ostras que eu dei pra ele, só oito fizeram efeito.
.

Isto tambem é Cultura.
.


Rádio Forma & Elenco ganhou o Prêmio Dardos

Por indicação do Franz Kreuther Pereira, nosso amigo do blog Este Blog é Minha Rua, ganhamos o Prêmio Dardos. Franz, parabens com seu blog que ganhou este prêmio pela segunda vez. Agradeço de coração por ter indicado meu blog. Para mim como gringo dá uma satisfação muito grande quando eu percebo que meu blog é visitado e lido por muitas pessoas e especialmente por Brasileiros.

Como alguns amigos já sabem mas muitos ainda não, vou contar algo sobre mim. Eu nasci na Holanda durante a segunda guerra em 1941. Com a idade de 26 anos fui para Brasil por um curto período, trabalhei em Pedro Afonso, estado de Goiás (agora TO) e Angatuba (SP). De volta na Holanda estudei Agricultura Tropical durante 4 anos. Imediatamente depois voltei para Brasil onde trabalhei nos estados de Para e Amazonas com Seringueira, Madeira e Dendê. Em 1991 mudamos com a família para Holanda.

Quero aproveitar para pedir desculpas para os erros de portugues que voces encontram nos meus textos.

Como presente para todos coloco aqui umas imagens tirado no domingo passado perto do castelo de Aarle-Rixtel a 2 km da nossa casa.

Muito obrigado e um abraço para todos.

.



.



.


.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Convite Para Ouvir Maysa

.
Maysa - Resposta

.
Maysa Matarazzo com Orquestra RGE Conduzida por Rafael Puglielli

Resposta
do album Convite Para Ouvir Maysa (1956)
está no
Radio F&E do Martoni >>>


Na contra-capa do disco conta como nasceu a idéia para este LP Convite Para Ouvir Maysa (nr. 1, depois foram lançados ainda os nrs. 2, 3 e 4), leiam aqui uma parte do texto da contra-capa.


Vamos contar aqui, a história dêste disco, que nasceu pura e casualmente, podendo parecer até fruto da imaginação de algum novelista.
Por ocasião do aniversário da Boite Oasis em 1956, coincidindo com a viagem de férias dêsse grande artista brasileiro, ZÉ CARIOCA, dos desenhos do Walt Disney, fomos convidados por Vicente Colaferri a participar da comemoração que reunía todos os amigos do simpático Night Club de São Paulo. 0 Zézinho que não vinha ao Brasil desde sua partida para os EE.UU. em 1938, entre os amigos presentes que naquela festa reencontrou depois de tantos anos, estava a figura toda “coração” de Alcebiades Monjardin. Como acontece em ocasiões semelhantes, a conversa girou todo o tempo entre lágrimas e sorrisos, em torno de uma deliciosa reminiscencia de tempos ídos.
Zézinho, que conhecia profundamente a sensibilidade artistica do Monja, não teve duvidas ao término da festa, em aceitar um convite para uma visita a sua casa, onde fazia questão que acompanhasse e ouvisse sua filhinha cantar. A menininha que esperávamos encontrar se apresentou ante nossos olhos surpresos, prestes a ser mamãe, e era senhora Maysa Monjardin Matarazzo.
Passada a surpresa inicial, Maysa começou a cantar em inglês os maiores sucessos da música popular norte-americana. Confésso, que ficamos admirados diante de tanto taJento artístico e interpretativo. Nossa emoção cresceu ainda mais, quando dona Iná Monjardin, sua mamàe e fâ mais ardorosa pediu a Maysa que cantasse algumas de suas composições. Chegamos em alguns momentos, ao ouví-la, a duvidar que pudesse existir alguem que houvesse absorvido com tanta singeleza e sinceridade, os ensinamentos do cancioneiro romântico do Brasil, deixados por tantos compositores de fama, dentre eles o grande Noel, do qual Maysa apesar de não o ter conhecido, guarda em verdadeiro relicario, isto é, na mente e no coração todas as suas mais inspiradas páginas musicais. Mas, acontece que êsse alguem existia e se chamava Maysa. Depois de formada nossa idéia a respeito, restava saber como receberia o convite para registrarmos em um Long-Playing todas as suas qualidades de cantora não profissional. Com a nervosa e profunda personalidade que a caracteriza, ela concordou desde que a condição essencial fosse à de reverter parte da venda do disco, em benefício da magnifica obra de D. Carmen Anes Dias Prudente, no Hospital Central do Cancer. Consultado o diretor da RGE, José Scatena, ele não pôde deixar de externar seu maior entusiasmo pela iniciativa, não sômente pelas inegáveis qualidades artisticas de Maysa, mas também pela oportunidade de contribuir de alguma fórma para tão benemérita campanha levada a efeito durante tantos anos para a manutenção de um Hospital que é orgulho dos paulistas e credor da admiração do mundo inteiro. Estando assim, perfeitamente enquadrado dentro do espirito que nos propuzemos desde a primeira experiência com o PANORAMA MUSICAL, RLP 001, ou seja, de apresentar tanto quanto possivel gravações em alta fidelidade técnica e artísticamente dedicadas ao bom gosto do discófilo brasileiro, este disco traz assim, o nosso mais sincero CONVITE PARA OUVIR MAYSA.




Resposta

Ninguém pode calar dentro em mim
Essa chama que não vai passar
É mais forte que eu
E não quero dela me afastar
Eu não posso explicar como foi
Nem como ela veio
E só digo o que penso
Só faço o que gosto
E aquilo que creio
Se alguém não quiser entender
E falar, pois que fale
Eu não vou me importar com a maldade de quem nada sabe
E se alguém interessa saber
Sou bem feliz assim
Muito mais do que quem já falou ou vai falar de mim

Se alguém não quiser entender
E falar, pois que fale
Eu não vou me importar com a maldade de quem nada sabe
E se alguém interessa saber
Sou bem feliz assim
Muito mais do que quem vai falar ou já falou de mim
.
.
.

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

A Semana da Maysa

.

.
Esta semana comecou o seriado sobre Maysa Matarazzo na Rêde Globo. Gostaría muito de poder assistir, espero que mais tarde a serie sai em DVD e que eu possa adquirir um dia. Maysa estaría hoje com 72 anos.



Confira aqui quando a Maysa passou no Rádio Forma & Elenco:



Rádio Forma & Elenco 22-10-08Rádio Forma & Elenco 21-10-08











Rádio Forma & Elenco 26-10-07 Rádio Forma & Elenco 11-02-08







.


segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Inverno na nossa rua

.
Nossa rua hoje a meio dia.

Acompanhem a temperatura na barra lateral
Neste momento -17°
.